Isenção para PcD: Veja se você tem direito!

Quem está pensando em comprar um carro, precisa verificar tanto os gastos quanto os possíveis descontos disponíveis. Você sabia que há um grande percentual de brasileiro que ainda não sabe os direitos que lhe permitem algumas isenções?

Esse benefício é uma folga para o seu bolso e por isso, é necessário saber se você tem direito a ele. Veja as informações a seguir e verifique se você faz parte desse percentual:

O que é essa isenção?

Bem, antes de saber quem pode ter acesso a esse benefício, é interessante se informar sobre o que trata. Afinal, o que é essa isenção? De acordo com pesquisas, o Brasil possui mais de 40 milhões de brasileiros que se classificam como Pessoa com Deficiência (PcD), e esse público tem acesso a algumas facilidades proporcionadas por direitos muito importantes.

Um desses direitos é a isenção para vários setores diferentes. Por exemplo, você sabia que uma pessoa classificada como Pcd pode comprar um veículo zero com 30% de desconto? Essa cláusula é fundamental para que as pessoas que convivem com algumas dificuldades possam ter mais conforto no seu dia a dia de uma maneira condizente com a sua realidade.

Além desse desconto considerável, que representa um abatimento no valor total do veículo, é interessante ressaltar as possibilidades dessa isenção. Estamos pontuando a questão dos impostos obrigatórios, como o Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

A taxa é uma das mais altas em relação aos impostos para quais o brasileiro é submetido, o que faz com que muitas pessoas desistam da compra, principalmente para quem vai cumprir com o IPVA 2021 São Paulo, um dos mais caros do país. Entretanto, quem é registrado como PcD não precisa pagar essa porcentagem.

Quem tem direito a isenção?

Como você conferiu um pouco acima, a isenção é um benefício muito importante e que deve ser reivindicado. Agora que você já conhece essas possibilidades desse direito, é necessário verificar se você faz parte das doenças e deficiências acolhidas pela isenção desses impostos. Confira a lista abaixo e descubra:

  • Autismo (familiares)
  • Amputação ou ausência de membro
  • Artrodese e artrose
  • Artrite reumatoide
  • AVC (Acidente Vascular Cerebral)
  • Cegueira (familiares)
  • Câncer de mama e linfomas (se há sequela física ou motora)
  • Deficiências físicas, mentais e intelectuais
  • Diabetes (se há sequela física ou motora)
  • Doenças degenerativas e neurológicas
  • Doenças renais crônicas
  • Dort (LER) e bursites graves
  • Esclerose múltipla
  • Escoliose acentuada
  • Hérnia de disco
  • Hemiplegia e tetraparesia
  • Hepatite C (se há sequela física ou motora)
  • HIV positivo (se há sequela física ou motora)
  • Má formação dos membros
  • Manguito rotator
  • Mastectomia
  • Monoparesia e monoplegia
  • Nanismo
  • Neuropatias diabéticas
  • Quadrantectomia (parte da mama)
  • Paralisia cerebral (familiares)
  • Paralisia e paraplegia
  • Parkison
  • Problemas de coluna (se há sequela física ou motora)
  • Próteses internas e externas
  • Poliomelite
  • Ponte de Safena (se há sequela física ou motora)
  • Renal Crônica (fístula)
  • Síndrome de down (familiares)
  • Talidomida
  • Túnel de Carpo e tendinite crônica
  • Tetraplegia (familiares)

Cidades mais lentas em trânsito no Brasil

O trânsito urbano é um grande caos no Brasil. Médias e grandes cidades apresentam um índice alto de lentidão na circulação de veículos. O que causa a impaciência dos motoristas, congestionamento excessivo nas vias e pode até provocar acidentes graves. Para solucionar esse problema, órgãos municipais e estaduais responsáveis pelo trânsito têm buscado maneiras de diminuir o tráfego.

O QUE CAUSA A LENTIDÃO NO TRÂNSITO?

Quando o motorista está em uma fila extensa de veículos em uma via totalmente parada, este se pergunta qual deve ser o motivador da lentidão. Há casos em que a espera no trânsito tenha superado dezoito horas.

Não existem explicações concretas sobre um fenômeno principal que causa o problema. Na verdade, é uma combinação de fatores que ocasionam no congestionamento.

Nas grandes cidades o fato principal é o número de veículos, que em determinados horários ocupam as ruas e rodovias. Esses períodos são chamados de horário de pico, no início da manhã e fim da tarde, quando as pessoas costumam ir e voltar do trabalho/escola/faculdade.

Outros pontos que podem gerar lentidão no trânsito:

  • Avenidas e ruas mal estruturadas, com buracos, sem faixa de pedestres, com apenas uma faixa de veículos, e etc.;
  • Acidentes de trânsito;
  • Blitz policial para segurança dos motoristas;
  • Sinalização mal colocada.

SOLUÇÕES PARA O TRÂNSITO LENTO

Os órgãos públicos responsáveis pela organização da mobilidade urbana vêm planejando formas para solucionar o congestionamento de veículos. Para conseguir verba um bom exemplo é o IPVA 2021 Rio de Janeiro. E de todos os outros estados, que dedicam parte do valor para o investimento em trânsito.

O dinheiro, na maioria das vezes, é utilizado para:

  • Construção de vias expressas;
  • Investimento em sinalização;
  • Fiscalização;
  • Melhorias nas rodovias.

Além disso, outra solução tem a ver com a legislação. Criando rodízio de veículos, horários determinados para circulação de tipos de automóveis, e etc.

CIDADES COM TRÂNSITO MAIS LENTO NO BRASIL

A empresa de mobilidade urbana, 99 táxis, realiza uma pesquisa que calcula qual o tempo gasto por viagem nas cidades do Brasil. Segundo o Índice 99 Tempo de Viagem, divulgado em 2018, o ranking de capitais mais lentas são:

  • Recife;
  • Porto Alegre;
  • Salvador;
  • São Paulo;
  • Rio de Janeiro;
  • Manaus;
  • Fortaleza;
  • Belo Horizonte;
  • Curitiba;
  • Brasília.

Quanto ao investimento para a melhoria de trânsito na sua cidade ou estado, verifique a fonte responsável por esse segmento.

O Auxílio Gás ainda existe? Como receber?

O Governo proporciona auxílio para as famílias de baixa renda através de alguns programas sociais. Um bom exemplo desta iniciativa é o Vale Gás, ou ainda, Auxílio Gás.

Este recurso proporcionava um valor para as famílias cadastradas no programa, mas há um tempo não se ouve falar mais nele. Será que você ainda pode conseguir o auxílio? Entenda a seguir como receber.

O que é o Auxílio Gás?

Um dos gastos mais preocupantes para as famílias brasileiras de baixa renda é o valor do gás de cozinha, que só tem tido aumentos no mercado. Pensando nessa necessidade, foi criado em 2001, pelo Governo Federal, o programa Vale Gás ou Auxílio Gás.

O programa permitia que as famílias cadastradas pudessem receber periodicamente um determinado valor equivalente a compra do gás. Assim, a garantia da alimentação da família era mais provável.

A inciativa do Auxílio Gás visava principalmente beneficiar os cadastrados em programas como o da Rede de Proteção Social, o do Bolsa Escola e o do Bolsa Alimentação.

Ainda existe?

Como mencionado, o programa não tem sido tão falado, mas não é por não estar mais em vigor. Em 2003, ele foi integrado ao programa do Bolsa Família, possibilitando o recebimento de ambos os benefícios.

Isto quer dizer que se estiver corretamente cadastrado e tiver solicitado o seu auxílio, além do valor Bolsa Família 2021 você irá ter acesso ao acréscimo para a compra do seu gás.

Quem ainda vai solicitar, precisa estar atento aos ajustes nos valores tanto da bolsa como do auxílio, por isso, não deixe de verificar a divulgação de informações para não ficar por fora!

Como funciona?

De acordo com o regulamento calendário Bolsa Família 2021, o beneficiário deverá receber o valor do vale juntamente com o pagamento mensal do Bolsa Família. Além disso, é importante ressaltar que o auxílio não é mais oferecido a cada dois meses, como ocorria anteriormente. Quem está cadastrado para receber o valor do gás agora recebe o auxílio mensalmente.

Para conseguir o recurso, é necessário estar devidamente cadastrado no Programa Bolsa Família. Quem já está de acordo com o regulamento do programa e não possui nenhuma pendência com o programa, pode se dirigir até o CRAS ou o órgão responsável pelo programa.

Na unidade selecionado, o cidadão poderá fazer a solicitação do Auxílio Gás. Serão selecionadas as famílias que compartilham dos critérios informados. Depois é só aguardar o recebimento do seu benefício direto na sua conta do Bolsa Família.

Quais são os direitos trabalhistas que o MEI tem direito?

No mercado atual, uma das categorias que mais crescem é a de empreendedores individuais. Por isso, cada vez mais pessoas têm buscado se formalizar para garantir uma atuação mais segura.

Isso porque, ao trabalhar de maneira independente, o trabalhador está abrindo mão de seus direitos e fica impossibilitado de acessar recursos como o auxílio-doença, por exemplo.

Quando se registra como Microempreendedor Individual, o trabalhador passa a poder utilizar alguns benefícios da CLT. Você sabe quais são?

O Microempreendedor Individual (MEI) possibilita que diversos empreendedores do país possam se formalizar no mercado e estar ainda, sendo beneficiado por direitos que na condição de serviço independente o mesmo não teria.

Mas vale mencionar que essa categoria de serviço não é equivalente a possuir a carteira de trabalho assinada, o que quer dizer que o MEI não pode sacar o PIS 2021.

De acordo com os requisitos que definem a distribuição dos lotes a partir do calendário PIS 2021, o Microempreendedor Individual não pode sacar o abono, mesmo estando dentro dos requisitos, pois não possui registro na CLT.

Para poder se registrar como MEI, o empreendedor precisa star exercendo uma atividade prevista pela legislação da categoria, assim como não possui vínculo com nenhum outro negócio e receber até R$ 60 mil por ano.

Dessa forma, o trabalhador poderá solicitar a sua avaliação como MEI e se for aprovado, passar a utilizar-se de direitos como, por exemplo:

Auxílio-doença

O auxílio-doença é um recurso muito importante, que ficará disponível para o MEI caso o mesmo supere o prazo de 15 dias sem poder atuar em suas funções.

Aposentadoria

Um outro recurso interessante é a solicitação de aposentadoria. Para tanto, o beneficiário precisa ter 65 anos, se for homem, ou 60 anos se for mulher, e ter contribuído junto ao INSS por, pelo menos, 15 anos.

Salário-maternidade

O salário-maternidade também passará a ser direito do MEI ao se registrar. Para este recurso, é necessário que o trabalhador tenha contribuído com a Previdência por 10 meses. Vale lembrar que homens na condição de paternidade por adoção também podem requerer o benefício.

Auxílio reclusão

É interessante ainda, lembrar ao trabalhador que ao se formalizar como MEI, ele passa a poder solicitar o auxílio reclusão, que será recebido por seus familiares em caso de prisão.

Pensão por morte

Por último, sem deixar de ser um direito trabalhista muito importante, o MEI também passa a ter acesso a pensão por morte. O recurso vem a ser recebido pelos parentes do contribuinte.

Pagamento de benefício para desempregados é adiado

O Seguro Desemprego é um direito do cidadão de poder se manter financeiramente no período da rescisão de seu último contrato, até que preencha nova vaga de emprego. De acordo com determinada modalidade de trabalho, o trabalhador deve apresentar os documentos relacionados para que tenha seu benefício liberado, sendo este benefício oferecido por tempo determinado e em valor calculado de acordo com a tabela avaliada pelo Ministério do Trabalho.

O trabalhador formal poderá realizar o requerimento do Seguro Desemprego exclusivamente na Caixa Econômica Federal, porém, as demais modalidades trabalhistas, devem se direcionar ao Ministério do Trabalho e determinados postos de atendimento de acordo com a localidade.

É necessário que o trabalhador tenha em mãos no momento de solicitar o benefício, além de seus documentos pessoais e trabalhistas, o formulário de requerimento de benefício deve estar devidamente preenchido, podendo ser entregue em um dos locais citados, como agências da Caixa, ao Ministério do Trabalho, SINE , STRE e quaisquer postos credenciados pelo Ministério do Trabalho.

Cada modalidade possui um prazo específico para dar entrada no Seguro Desemprego, sendo este prazo contado a partir da data de rescisão de contrato com o empregador, desde que a rescisão não seja por motivo de justa causa, devendo o trabalhador se encaminhar aos postos de atendimento munido dos documentos necessários para a realização do requerimento do benefício, não devendo esquecer do formulário de requerimento destinado a sua modalidade.

O trabalhador formal tem do sétimo ao centésimo vigésimo dia para dar entrada em seu requerimento, a partir da data de dispensa. O empregado doméstico tem do sétimo dia ao nonagésimo para efetuar seu requerimento, também contando a partir da data de dispensa.

O pescador artesanal durante o período de defeso, ou seja, o período de preservação da espécie, tem cento e vinte dias a partir do início do defeso para dar entrada em seu requerimento de benefício.

O trabalhador resgatado tem pelo menos noventa dias para requerer seu benefício, contado do dia do resgate em diante. A bolsa de qualificação permite que o requerimento seja feito enquanto o contrato de trabalho permanecer suspenso.

Em Janeiro estreia nova temporada do reality show da Rede Globo

Está previsto para janeiro o retorno do Big Brother Brasil, e com eles novos participantes prometem contagiar a casa com suas alegrias e causar muito.

Falando em integrantes, que tal lembramos que alguns participantes que causaram na casa em 2021, na edição de número 15 do programa? Lembra do Rogério? O brother causou na casa, veja mais sobre sobre o ex-brother abaixo.

Rogério BBB21 – Fotos e Detalhes

Conheça aqui Rogério BBB21. Nesse post, você verá fotos de Rogério BBB21, detalhes, o que faz da vida e tudo sobre o novo participante do Big Brother Brasil 2021.

Bailarino, pernambucano e com 45 anos, Rogério é um dos participantes do Big Brother Brasil.

O pernambucano diz ter dado muito trabalho para seus pais, brigava muito com a sua irmã mais velha, e só sossegaram depois da chegada da irmã mais nova. Rogério comenta que sua família é muito unida.

E não se esqueça. Você pode assistir BBB 2021 ao vivo de onde estiver, pelo tablet, celular e computador. Acompanhe essa experiência social e a vida dos brother’s dentro do programa através do nosso site no BBB21 ao vivo. Lembrando que não temos nenhuma responsabilidade sobre o player divulgado. Curta e acompanhe o BBB 2021 aqui!

Rafael fala sobre os planos caso Marco volte do Paredão

Enquanto tomavam sol, Angélica, Luan, Rafael e Talita conversa sobre os planos sobre a votação BBB caso Marco volte do Paredão.

Rafael diz ter feito uma leitura errada de Cézar

Enquanto estavam na sauna, Rafael dizia pra Cézar que havia estado chateado com o brother: “Eu fiquei chateado contigo”. Rafael diz que os dois tinham falado sobre o voto ser na Mariza, porém Cézar votou em Angélica. “Você teve uma leitura errada minha. Eu fiz uma leitura errada sua”, diz Rafael.

O estudante de administração ainda diz que pensou que ele só havia votado em Angélica porque teria sido votação aberta, e que por causa disso não sabia se podia confiar nele. Cézar fala que tinha um problema com a Angélica e a Mariza.

Nova edição

Fique atento então a nova edição. O Big Brother 2021 deve começar logo no primeiro mês do ano, janeiro, com a divulgação do brothers que irão entrar na casa. E uma das novidades é que inclusão de ex-brothers de edições anteriores do programa, logo no início desse mesmo, disputando o prêmio do programa juntamente comente nova e inédita.

Qual a diferença entre salário líquido e salário bruto?

Dentro dos direitos trabalhistas, temos muitas nomenclaturas diferentes que podem acabar confundindo o trabalhador brasileiro. Por exemplo, você sabe qual é a diferença entre salário líquido e salário bruto? Muitas vezes, a falta de informação pode levar você a não dispor dos seus direitos, por isso, estar ciente desse tipo de assunto é fundamental.

Se você tem dúvidas quanto ao salário líquido e o salário bruto, leia o texto a seguir e entenda a diferença entre os dois:

Direitos trabalhistas

A primeira coisa que você deve saber é que quando está exercendo suas funções para um empregador por intermédio da carteira assinada, você fica protegido por diversas leis do trabalho. Estas leis são responsáveis por garantir os seus direitos como trabalhador.

Estes recursos garantem que você tenha direito ao FGTS, PIS/PASEP e remuneração base. A base para o pagamento de um funcionário é o salário mínimo empregada doméstica, que assegura ao trabalhador o valor base estabelecido anteriormente.

Dentro da sua remuneração base, ou seja, o seu salário mínimo, existem algumas taxas a serem cumpridas e é aqui que você entenderá a diferença entre o salário líquido e o salário bruto.

Salário bruto

Mensalmente, recebemos um valor base, seja o salário mínimo estabelecido ou uma remuneração combinada com o empregador. Esta cifra chamamos de “valor cheio”, pois é o total do recebimento.

Geralmente, quando o empregador contrata um funcionário, a remuneração combinada é a do salário bruto. Por isso, o funcionário pode acabar se surpreendendo com o valor final.

É importante sempre verificar estas informações no seu contracheque mensal, para garantir que nenhum valor está sendo cobrado indevidamente e entender o que é cada cifra.

Salário liquido

Como você já deve ter notado o valor do salário bruto é o completo, mas não é o que o funcionário irá receber. Isto porque, há os descontos! Estes descontos são equivalentes ao FGTS, vale transporte, vale alimentação, e as cobranças do INSS.

No final das contas, pode haver ainda acréscimo de hora extra e o valor do seu salário liquido pode subir. Por isso, observar o contracheque é tão importante, assim você saberá quanto de desconto está sendo cobrado do seu salário bruto e quanto está sendo acrescentado.

Uma boa dica é você fazer o cálculo da sua hora extra, de acordo com o seu salário mínimo e a quantidade de horas trabalhadas. Desta forma, ficará mais difícil de haver um erro em sua folha de pagamento. Fique atento!

Benefício que dá acesso aos empregados de iniciativa privada a diversos direitos

O PIS (programa de integração social) é um recurso muito importante, que dá ao empregado da iniciativa privada acesso aos benefícios determinados por lei, e ainda colabora para desenvolvimento de empresas do setor.

O programa foi criado na busca de integração do empregado do setor privado e desenvolvimento de empresa, o pagamento do Caixa PIS 2021 é de total responsabilidade da Caixa federal econômica.

Além disso foi criado o PASEP (programa de formação do patrimônio do servidor público), no qual União, estados, municípios, distrito federal e territórios contribuam com o valor destinado aos empregados do setor público, o pagamento do PASEP é feito pelo banco do Brasil.

Muitas pessoas ainda desconhecem que o Governo Federal, através do Ministério do Trabalho, todos os anos elabora e divulga, antecipadamente o calendário de pagamento do PIS. Por exemplo, este ano, o novo calendário PIS 2021, correspondente ao período 2020/2021, já está disponibilizado para consultas, há algum tempo.

Vamos te fornecer algumas orientações de como proceder para efetuar a consulta e procedimentos para sacar seu PIS, também conhecido por décimo quarto, de maneira muito fácil, inclusive sem enfrentar filas.

O que é?

O calendário PIS nada mais é que a organização dos pagamentos do saldo do Programa Integração Social em forma de documento. No calendário consta as datas correspondentes aos saques, seu maior propósito é manter a organização e a ordem.

Pois imaginem, mais de 21 milhões de trabalhadores, que estão em condições de receber o benefício, resolverem irem ao mesmo dia, aos bancos para sacar o benefício. Seria caótico, desastroso, por isso a organização das datas é transmitida a população em forma de um calendário, de fácil compreensão.

Calendário PIS

Além disso, o montante do valor do PIS é muito volumoso, só para o período 2020/2021, o governo disponibilizará R$14,70 bilhões, com o calendário, este denso valor é gradualmente distribuindo aos cidadãos, conforme as datas estabelecidas.

Para o governo esta organização é de suma importância, e precisa estar de acordo com o orçamento da União. Seria bem complicado desembolsar dos cofres, todo este valor em períodos curtos.

O calendário PIS 2021 é elaborado seguindo a data de nascimento dos beneficiários. Para cada mês, é delimitado um intervalo amplo, que corresponde ao período para o saque.

Novo Calendário PIS

O Calendário do PIS 2020 é divulgado pelo Ministério do Trabalho através da Caixa Econômica Federal, que é a responsável pelo pagamento do PIS 2020 do benefício. No primeiro semestre de 2020, serão realizados os últimos 3 pagamentos do abono salarial do ano anterior, com base no calendário PIS 2020 do ano passado, os pagamentos do PIS só serão pagos realmente a partir de Julho.

O Saque pode ser feito em agências da Caixa, tanto pelo atendimento quanto pelo caixa Eletrônico, basta possuir o cartão do cidadão em um documento de identidade com foto para sacar o seu benefício, após ter realizado a sua consulta PIS 2021.

Consultar Calendário

O calendário do PIS é disponibilizado, após sua conclusão e aprovação, pelo Ministério do Trabalho. E são amplamente divulgados, através da imprensa, Caixa Econômica Federal, agências lotéricas, prefeituras, associações, bancos privados e outros.

Para realizar a consulta calendário PIS 2021 você terá que Acessar o site da Caixa (www.caixa.gov.br) e clicar em “Calendário de pagamento”.

Para consultá-lo é muito simples e poderá ser feito:

Através da internet, em muitos sites de busca, com apenas um clique, você terá acesso à tabela do PIS, atualizada e de fácil entendimento;

Com uma ligação telefônica diretamente para a central da Caixa Econômica Federal, através do número 08007260207, que funciona até às 22h, durante a semana e aos sábados até as 16, normalmente você é atendido bem rápido, esteja com seu número do PIS em mãos;

Comparecendo a qualquer agência bancária da Caixa, e acessar diretamente de um terminal de autoatendimento se estiver com o cartão do cidadão e senha, ou no atendimento interno.

Segurados da Previdência Social

Para que o trabalhador venha a ter direito ao seu benefício de aposentadoria é necessário que ele tenha contribuído com a Previdência Social. A contribuição pode ser através do INSS Autônomo, porém muitos ainda não sabem como realizar essa contribuição. Para que você entenda um pouco mais sobre o INSS Autônomo veja a seguir o post com as informações que você vai precisar para entender melhor esse processo.

Para o trabalhador que está com sua carteira de trabalho assinada o pagamento do INSS é feito pela empresa, mas para o trabalhador autônomo é preciso contribuir por meio do INSS Autônomo. Vamos esclarecer então as dúvidas mais frequentes sobre como realizar essa contribuição.

INSS Autônomo

A contribuição do INSS Autônomo se inicia através do preenchimento da Guia da Previdência Social (GPS), e para realizar o processo de forma correta é necessário conhecer um pouco sobre as regras e as condições principais dessa forma de contribuição. Veja também as regras e detalhes na página do INSS Brasil.

Todo trabalhador que exerce suas funções de forma autônoma sem registro em sua carteira de trabalho deve contribuir com o INSS Autônomo para ter direito a sua aposentadoria, vamos então ver como fazer isso!

Para iniciar o pagamento do seu INSS autônomo é preciso primeiramente realizar a sua inscrição no Programa de Integração Social (PIS), fazendo a sua inscrição será possível que você escolha o tipo de contribuição que irá realizar.

Você precisará também preencher um formulário conhecido como Guia da Previdência Social (GPS) e ainda pagar por esse documento

Esse primeiro momento é um pouco mais complicado, porém tudo ficará mais simples de

A partir da segunda declaração tudo fica mais fácil porque você já decidiu o tipo de contribuição, calculou o valor que vai pagar e tem a inscrição no PIS.

Você precisará também escolher uma opção entre 2 códigos para contribuição. Sendo eles:

Código 1007 Contribuinte Individual: Essa opção é indicada para o trabalhador que deseja pagar ao INSS um percentual de 20% do seu rendimento. Escolhendo essa opção você passa a ter direito às pensões do INSS e também a 2 tipos de aposentadoria, sendo:

  • Aposentadoria por idade
  • Aposentadoria tempo de serviço.

Código 1163 Contribuinte Individual: Esse código recolhe 11% do salário mínimo, que é o valor do pagamento mensal a Previdência Social sendo R$ 86,68.  Optando por esse código o trabalhador tem direito às pensões e aos auxílios do INSS, porém a sua aposentadoria será apenas por idade e o valor da sua aposentadoria será somente 1 salário mínimo.

INSS Autônomo – Pagamento

O pagamento é realizado por meio da Guia da Previdência Social, podendo ser efetuado em banco ou casas lotéricas, e caso haja atrasos no pagamento é gerado uma multa pela Previdência Social.

Se você ainda não é contribuinte do INSS aproveita para iniciar o seu INSS Autônomo e garantir assim a sua aposentadoria.

5 coisas que você deve saber sobre investir na poupança

Você já deve ter ouvido a expressão “colocar o seu dinheiro para trabalhar”, mas o que realmente quer dizer? Bem, hoje em dia, há muitas opções para aplicar seu dinheiro e aguardar o retorno de investimentos sem precisar colocar a mão na massa, como é o caso de quem investe na poupança. Mas antes de investir é importante entender como este processo funciona. Veja a seguir 5 coisas que você deve saber sobre investir na poupança.

Imposto de Renda

O Imposto de Renda é uma taxa aplicada sobre os rendimentos tributáveis do contribuinte e deve ser cumprida anualmente. Nem todo mundo sabe, mas quando se aplica na caderneta da poupança, você fica livre dos descontos! Esta é uma das principais razões pelas quais o investidor pode optar pelo rendimento da poupança.

Entretanto, você deve manter em mente que se atingir acima de R$ 40 mil nos lucros do rendimento de sua poupança, será necessário declarar o IRPF 2021. Por isso, é fundamental que você fique atento aos cálculos para não cair na malha fina com a Receita Federal!

Segurança

Como você já deve saber, é muito difícil que um banco venha a falência. Graças ao Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que assegura o rendimento do contribuinte, mesmo que o banco decrete falência total, o investidor ainda poderá reaver boa porcentagem do seu dinheiro de volta.

A poupança é segura e você pode confiar que seu dinheiro estará livre de golpes e bem guardado. Mas vale mencionar que o FGC tem um limite de proteção de R$ 250 mil por CPF, e não é garantido o retorno do valor excedido após este limite.

Liquidez

Um ponto muito positivo para quem prefere investir junto ao banco é a simplicidade e o acesso ao seu investimento quando você precisar. Esta é uma das maiores vantagens.

As transições são garantidas, então se precisar realizar um saque, depósito ou extrato bancário, você pode fazê-los automaticamente quando for necessário!

Rentabilidade

No geral, o banco pode apresentar uma rentabilidade de 6% ao ano, o que irá render um bom dinheiro extra para você. Além de não precisar se envolver em situações complexas, você receberá os rendimentos de forma simples em sua conta. Ou seja, a garantia que será acrescentado ao investimento que você realizou com a sua poupança inicial é maior do que a maioria dos tipos de investimentos.

Valor inicial baixo

A melhor facilidade de quem quer começar a investir junto a poupança é que qualquer um pode fazer, já que não depende de valor inicial médio.

Claro que quanto maior o investimento, maior o retorno, entretanto, até um depósito simples pode acabar rendendo um dinheiro extra para o titular.